skoobooks

Amar é ridículo

Amar é ridículo | Ana Holanda

Ilustrações de capa e miolo | Fernanda Zanetti

Projeto gráfico | Rafaela Mauro Pedigoni

Nesta obra, Ana Holanda escreve: “adoraria que alguém tivesse me contado que amar é sobre expor suas fragilidades e, de volta, ter quem a acolha”. Amar é Ridículo é sobre a construção do amor a dois no dia a dia. Aprender a receber o silêncio sem a necessidade de ocupá-lo o tempo todo. É sobre gostar das miudezas da rotina. É amparar o outro a partir do que ele é e se deixar apreciar da mesma forma. Sem receio. E Ana faz isso de uma forma bonita, por meio de poemas e crônicas delicadas, em uma linguagem simples e sensível. Ao longo das páginas, o amor acontece na sala vazia, ou intermeada por músicas dos anos 1980, no café que é preparado no coador de pano e nas pequenas colheradas de açúcar para adoça-lo. No pão tostado e migalhas esparramadas na toalha de mesa. Na louça suja na pia. Sempre do mesmo jeito. Às vezes entre palavras. Às vezes no silêncio. Do amor.

 

Atenção: ao escolher “impresso normal” no carrinho, você recebe seu pedido em 3 a 15 dias úteis, a depender do local em que mora, a contar da data em que você receber do código de rastreio por e-mail – estamos em SP!

R$48,00

Até 12x sem cartão com o Mercado Crédito. Saiba mais
Compre com o Mercado Crédito sem cartão e pague por mês
1
Adicione seu produto ao carrinho de compras e, na hora de pagar, selecione o Mercado Crédito.
2
Inicie sessão no Mercado Pago.
3
Escolha o número de parcelas que melhor se adapte a você e pronto!

Crédito sujeito a aprovação.

Dúvidas? Confira nossa página de Ajuda.

Descrição

Amar é ridículo | Ana Holanda

 

2023 | 76 páginas | 12×18 cm | ISBN 978-65-87039-91-6

miolo em papel pólen bold 90g | capa em papel cartão supremo 300 g, laminação fosca, bordas arredondadas

impresso em índigo com selo de sustentabilidade FSC pela gráfica Forma Certa, de São Paulo

Informação adicional

Peso 400 g
Dimensões 12 × 18 × 1 cm

1 avaliação para Amar é ridículo

  1. Solange Maia

    Avaliar um livro sem ter lido? Talvez seja tão “ridículo” como amar… mas, não consigo imaginar alguém tão perfeita para escrever sobre o tema do que a Ana. A ela sobra alma. As palavras escorrem líquidas e nos tocam como um mar, ora suaves, ora imensas. Que seja bênção bonita em sua vida, Ana, pois na minha tenho certeza que será! Salve! Que venha o “Amar é ridículo”!!

Adicionar uma avaliação

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *